31 janeiro 2015

Beijo Roubado

31.1.15 18 Comments
Oi, meninas! :)
Para essa semana, apostei numa cor mais clássica nas unhas.
Tem dias em que acordamos com uma cor fixa na mente e hoje foi o caso.
Queria uma cor com uma pegada mais séria, mas que ao mesmo tempo fosse sexy tbem.
E tchanam, eis o eleito:


Beijo Roubado é um magenta super lindo e classudo. 
Duas camadas são suficientes para uma boa cobertura e possui um brilho lindo.



Me digam, meninas?
Gostaram?
Bjinhos e ótimo fds!

30 janeiro 2015

Vestido + Tênis. Como usar?

30.1.15 8 Comments
Olá, amados!

O "Como usar", de hoje, traz uma opção que eu ADORO: Vestidos e Saias + Tênis.

O tênis nessa composição, deixa o look mais descolado, urbano, dá frescor e principalmente deixa te deixa mais jovial... Sabe aquele vestido que você comprou para um compor um visual romântico, lady like, mas te envelheceu? Que tal descontraí-lo com um tênis?

Pode ser de cano baixo, cano alto, esportivos, tipo conga... Só cuidado com os sneakers, que deixam o tornozelos mais grossos e podem "encurtar a silhueta" ;)

Os vestidos/saias podem ser curtos, midi e até longos, uma terceira peça como uma jaqueta jeans ou um cardigã podem deixar tudo mais descontraído e leve.

Vamos nos inspirar?
















E então? Vocês gostaram?

Me contem...

Bjos e um lindo fim de semana.

28 janeiro 2015

Vivendo com menos: Sal de Ervas

28.1.15 15 Comments
Olá, Amados! 

No "Vivendo com menos" de hoje, trago a receita do sal de ervas, trata-se de uma mistura feita com sal (eu prefiro o marinho ou sal grosso) e ervas aromáticas... Eu, particularmente, acho delicioso, principalmente em saladas.


Além de conter menos sódio, o sal de ervas também possui os benefícios das ervas que compõem a receita. .

Vamos conhecê-los?

O alecrim é estimulante, favorece a atividade mental (memória), o coração, os nervos, combate o estresse e a ansiedade.

O manjericão é rico em magnésio, ferro, cálcio, potássio e vitamina C.

Devido à presença do magnésio, ele melhora a saúde do sistema cardiovascular, pois estimula os músculos e vasos sanguíneos a relaxar, melhorando o fluxo sanguíneo e reduzindo o risco de arritmias cardíacas. 

O manjericão possui flavonoides que protegem as estruturas celulares, os cromossomos contra a radiação e contra os efeitos dos radicais livres.

Ele também é anti-inflamatório, estimulante digestivo, calmante, previne problemas digestivos e infecções no intestino.


O orégano tem alta atividade antioxidante porque contém ácido fenólico e flavonoides, além de propriedades antimicrobianas, o que faz com que seja bom para ajudar a preservar alimentos. 

Ele, entre outras coisas, é estimulante das funções gástricas e biliares, sedativo, parasiticida, expectorante, diurético, carminativo, emenagogo, diaforético; alivia dores reumáticas; estimula o sistema nervoso e o apetite.
Trecho acima retirado daqui.

É bem fácil de fazer, vejam só:



E então? Alguém já provou e/ou gosta de usar também?

Me contem...

Bjos

27 janeiro 2015

Look Cropped HQ

27.1.15 19 Comments
Olá, amadas e amados! Tudo bem?
Espero que sim...

Se você não me conhece há muito tempo, provavelmente, não saiba que eu sou extremamente nerd, geek, otaku, sei lá... Rótulos à parte, sou uma pessoa que adora mangá, anime, quadrinhos, coleciono gasahapons e por aí vai a "meu jeitão de ser todo". Por isso, fiquei muito feliz ao encontrar esse Cropped, super HQ, com essas onomatopeias de quadrinhos! Estava doidinha para usá-lo, mas confesso que croppeds e o meu corpo não combinam, exceto com saias assim, mais longas... 

Ainda não sei se gosto... Torço um pouco o nariz, mas como por aqui é regra: "Comprou, tem que usar." Vamos ao look de hoje...







Cropped: Marisa
Saia: OASAP
Chinelo: Moleca
Acessórios e óculos: Acervo

Bjos

26 janeiro 2015

Acessórios rústicos e naturais

26.1.15 26 Comments
Olá, Amados!

Eu, particularmente sempre fui apaixonada por acessórios naturais, feitos artesanalmente, podem ser de pedras (meus preferidos), conchas, fibras, osso, sementes (nesses, já não vejo muita graça), enfim as possibilidades são infinitas, não é mesmo?

Me parece que esses balangandãs naturebas (algumas pessoas as chamam de jóias orgânicas, ou até mesmo rústicas quando a  ourivesaria se mistura com materiais brutos diversos, não lapidados) estão virando tendência e isso muito me agrada... 

Ando apaixonada por alargadores naturais, por exemplo, de osso, madeira e tenho caçado alguns por aí e percebi que são bem difíceis de encontrar.

pulseiras, colares e anéis são mais acessíveis... A trend do momento são as jóias que carregam medalhas, de ouro ou prata envelhecidas, com turquesas para criar um visual com uma pegada hippie, boho e suas variações. Outro queridinho do momento são os cristais, com a lapidação de bala em correntes mais longas... Quem tiver mais de trinta vai se lembrar que esse tipo de colar foi muito usado nos anos 90, eu cobicei um durante a minha adolescência, mas não tive a oportunidade de tê-lo.

Separei algumas fotos, para que possamos nos inspirar e aproveitar a tendência cada um ao seu modo e estilo.










Me contem...

Vocês gostam de acessórios assim? Tem algum?

Bjos e uma linda semana.

24 janeiro 2015

Happy Hour + Cruzeiro nas Ilhas Gregas

24.1.15 11 Comments
Oi, meninas!
Hoje venho com mais uma combinação fofíssima da Top Beauty!



O meu favorito da coleção Alto Astral, o Happy Hour tem uma cor super linda! É um azul royal cintilante, que cobrem bem com duas camadas.
Não mancha e tem uma limpeza tranquila.



No anelar, apliquei uma camada do Cruzeiro nas Ilhas Gregas.
Os glitters variam nas cores roxo, lilás, azul e amarelo.

Eu adorei a combinação e vcs?

Bjos e ótimo fds!

23 janeiro 2015

Look Shorts com brilho

23.1.15 16 Comments
Olá, amados...

O look de hoje é com esse shorts que comprei na promoção de fim de ano, conforme comentei nesse post AQUI, ele é de paetês, mas fica até discreto na composição... Não é aquele tipo de paetê que cega no sol, sabe? 

Usei com uma camiseta de malha e salto, que depois substitui por uma sapatilha preta. A bolsa foi um achado numa lojinha aqui da minha cidade, queria muito uma bolsa dourada, exatamente assim, um dourado mais frio, quase perolado, que não pesasse e nem "emperuasse" a composição.

Vamos ver as fotos?







Me contem se gostaram...

Shorts: Pernambucanas
Camista: Loja de "10 real" (a Phina...)
Sapato: Postaus
Acessórios e óculos: Acervo
Bolsa: Lojinha do Chinês da Praça.

Bjos

21 janeiro 2015

Vivendo com menos: A versão editada de você mesmo.

21.1.15 21 Comments
Olá, amados! O papo hoje é sobre conectividade.

Cada vez mais podemos observar a vida das pessoas, sim, todos estamos mais acessíveis, são tantas ferramentas, redes sociais, enfim... Não nos faltam formas novas (ou nem tanto) de nos "socializarmos virtualmente" com os outros. 

A questão é: 

"Qual a medida?"
"Quanto do real há na nossa vida virtual?"
"O que move essa necessidade de compartilharmos fotos, fatos, pensamentos, etc?"
"Quais são as máscaras e filtros que usamos para isso?


 Não tenho resposta exata para essas questões, mas vale refletirmos sobre elas.

Vou citar um exemplo, que vi por aí...

Uma amiga posta a foto do dedo machucado, não revela exatamente o que aconteceu com o dedo, não dá pra ver na foto exatamente a mazela que ocorreu com o tal dedo... A legenda é: "Doendo muito..."

Podemos concluir que o objetivo da pessoa é atenção, ou seja, ela quer que as pessoas perguntem: O que aconteceu e se compadeçam dela. Mas a pergunta é: Por que postar isso? Por que compartilhar virtualmente? Não seria mais fácil contar para alguém que está do lado? O quanto isso é realmente relevante para as pessoas que vão ler? E quantos likes são suficientes para curar um dedo?


Por outro lado, é interessante ressaltar o conceito de "Felicidade Virtual".

Partindo do pressuposto que é inerente ao ser humano querer expressar a dor e dividi-la, o mesmo acontece com a alegria, felicidade... Existe hoje uma "síndrome", palavra para expressar a máxima: "A inveja tem facebook."(e eu não falo somente dessa "rede") Todos já nos sentimos desinteressantes, já sentimos que nossa vida é parada demais ou que o nosso sucesso é pouco, ao navegarmos por essa rede. Nela encontramos a compilação dos melhores momentos da vida do outro, fotos com o parceiro, fotos de viagens, fotos entre amigos, fotos que ostentam bens materiais, fotos e mais fotos que se tornam indigestas consciente ou inconscientemente, para nós, pobre mortais, que estamos de pijama no sofá, comento alguma porcaria, com o cabelo em caos... Sim, é quase uma ofensa  "um #partiuacademia" nesse momento.

Em contra partida, escolhemos o nosso melhor momento para "revidar", mostrarmos como somos felizes, belos e saudáveis... Em alguns casos, pessoas (ou nós mesmos) deixam de viver um momento feliz ou o interrompe para registrar, fotografar, postar... E garantir a sua posição de pessoa ativa e interessante dentro da rede. Sim... Não é a toa que se chama rede, parece uma armadilha, correto? Trata-se de um ciclo de vidas editadas e postadas. Versões editadas de nós mesmos, versões melhoradas e pensadas de maneira prévia. Ilusão achar que há naturalidade nisso tudo, não é natural e por isso esse "estado de plenitude" é inatingível na vida real, cotidiana, ela não permite edições.


Vale pensar quanto tempo nós já perdemos tentando editar nossas vidas ao invés de vivê-las, e principalmente, nunca confundir a versão editada e a versão real dos outros e de nós mesmos, assim não criamos expectativas ilusórias do quanto temos que ser felizes ou tristes, ricos ou pobres, bem sucedidos ou fracassados, belos ou feios, ágeis ou sedentários, saudáveis ou doentes, por que a vida real é uma mistura disso tudo, somos multifacetados e no mundo virtual só se mostra a melhor ângulo da melhor faceta.

Desconecte-se um pouco...Viva, você não precisa registrar cada passo da sua vida. Livre-se dessa função, que você, provavelmente, se impôs, de ser biógrafo de si mesmo.

Me contem o que vocês acham a respeito... Já se sentiram reféns dessas redes?

Bjos

Follow Us @soratemplates