03 setembro 2012

# Mariazinha # Parceiros

Sabões corporais Quillay-Hygea

Sobre...

"Os sabões corporais QUILLAY-HYGEA foram concebidos para provocar momentos sublimes naquelas pessoas em que a hora do banho é uma exaltação de prazeres e sentidos.
São fabricados artesanalmente, com ingredientes 100% naturais e foram criados para resgatar o processo milenar de produção de sabões artesanais para banho, como os sabões fabricados no Oriente e na Europa."


Informações retiradas do site da empresa.



A Quillay-Hygea me enviou três deliciosos sabonetes para testar. São os da foto acima, respectivamente: Citric Jean, Alecrim e Acácia Mimosa.

Linha Aromática
Citric Jean:Cítrico, com notas de limão siciliano e mandarina. Homenagem ao famoso perfumista francês Jean Marie Farina.

Acácia Mimosa:(Acacia podalyriifolia) - da família das Leguminosas, apresenta folhagem acinzentada e flores amarelas. É muito ornamental e delicada.

Linha Absoluta
Alecrim:(Rosmarinus officinalis) - é originário da Costa do Mar Mediterrâneo. É também conhecido pelo nome de "Rosmarinus" que lembra a denominação latina "ros marinus" - "rosa do mar". De aroma bastante característico e possante, é originário das regiões mediterrâneas da Europa.

Minhas impressões...

Antes da resenha em si, gostaria de deixar aqui a minha opinião a respeito dos sabonetes artesanais e industriais e suas diferenças.
Adoro sabonetes/sabões artesanais, pois eles não desidratam a pele, são bem mais suaves, livres de componentes químicos que podem irritar , maltratar e até envelhecer a pele. Principalmente para quem toma vários banhos por dia, nessa quase primavera seca e quente. Os sabonetes industriais são bem mais abrasivos e esse efeito se intensifica em quem usa muito.

Sobre os sabões da Quillay-Hygea que recebi...

Confesso que os três são perfumados, mas o meu preferido é o de Alecrim, o cheiro é mais forte, mais característico e fica na pele depois do banho. Por ser fabricado artesanalmente, com produtos 100% naturais, como informa a empresa, a textura da espuma dos sabões é bem diferente, bem diferente mesmo... Ela é leve e ao mesmo tempo tem uma cremosidade, estou usando o de Alecrim no rosto diariamente (é super suave, apesar do perfume marcante), deixa aquela sensação fresquinha de limpeza, não resseca e nem deixa oleoso. Por aqui a umidade do ar está em 20%, muita poeira e dá pra sentir a pele "pesando e sofrendo" ao longo do dia. Então... Eu e o meu sabãozinho já temos encontro marcado.

É isso...

Ah! E não se esqueçam do sorteio desse lindo Kit da Quillay que está rolando aqui no Blog:



É só clicar na imagem para participar.


2 comentários:

  1. Oie...
    Acredite, nunca usei sabonete artesanal. Me deixou com vontade de provar...
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Oi Carlinha,
    Eu dou preferência para sabonetes líquidos, pois minha pele está pra lá de ressecada, mas imagino que estes devam ser muito cheirosos.
    xoxo

    Gosto disto!

    ResponderExcluir

Olá, amados! Vamos as regras...
Não tem regras, aqui você fala o que quiser...
Só leia o post ou assista o vídeo antes ;)
Lembrando que eu respondo os comentários, com muito carinho, aqui mesmo no blog, volte para dar uma espiadinha.

Follow Us @soratemplates