09 março 2010

# Artes # Inventando Moda

Projeto Adoniran Barbosa "Cadê Arnesto?"








Estava as voltas com o figurino desse projeto, alguém lembra? Bom estreamos no último dia 28 no Sesc Pompéia. Depois de algum tempo finalmente descarreguei as fotos... Vamos lá:
Primeiramente os ensaios....





Agora o valendo...









“Cadê Arnesto?”

Show musical-teatral em homenagem aos 100 anos de Adoniran Barbosa

O projeto - pesquisa

Em nossa pesquisa sobre o autor elencamos algumas características e pensamentos para homenagear Adoniran de forma simples, coesa e alegre, que a alegria fosse transmitida ao público através de composições atemporais, que retratassem e traduzissem uma rebelia positiva, otimista sobre a maioria dos problemas e mazelas enfrentadas principalmente pelas classes mais baixas da sociedade paulistana na época. Os bairros por onde passou, os personagens que elucidou dentro de uma São Paulo num caos abafado de progresso constante, que se fazia ouvir de forma mais nítida, principalmente pelos mais simples. O Samba então, é expiação, é curativo, é forma de socializar, de criar nichos sociais em diversos pontos da metrópole que se reúnem para cantar a vida, os fatores que determinam suas vidas, aquilo que os inspiraram, aquilo que os abate, imortalizando seu cotidiano em música, em arte, em ritmo.

Para escolher o repertório a Cia. não se deteve somente as músicas mais conhecidas e de grande apelo popular. Nosso critério escolheu o caminho da “atemporalidade”. Adoniran escreveu músicas que retrataram a São Paulo de sua época, mas que descrevem perfeitamente os problemas que a cidade enfrenta até hoje. Qualquer episódio de suas músicas poderia fazer parte de qualquer noticiário nos nossos dias, qualquer personagem de Adoniran pode ser encontrado em qualquer esquina de nossa cidade, porém descrito com menos bom humor, menos arte, paixão e maestria.

A Cia. BURUCUTU apresenta “Cadê Arnesto?”, as esquinas de São Paulo filtradas pelos olhos de Adoniran Barbosa.

Execução

O projeto será executado por 4 músicos-atores e um ator-músico, que pretendem percorrer as ruas da unidade, convidando os presentes para acompanhá-los na busca por “Arnesto” na esperança de se fazer um samba, que acontece naturalmente durante esse trajeto, misturando música e intervenções que envolvam a platéia no contexto de Adoniran, de sua cidade e sua gente.

Os envolvidos no projeto são:

Raissa Delarissa – cavaquinho
Gabriel Albuquerque – flauta e sax-soprano
Leonardo Maurício – violão
Cris Russo – percussão
Ubirajara Simões – ator e percussão

Repertório

As mariposa - 1955
Iracema - 1956
Samba do Arnesto - 1953
Saudosa maloca - 1951
Trem das onze - 1964
Um samba no bexiga
Aguenta A Mão, João - 1965
Tadinho do Homi
Tiro ao Álvaro - 1960
Vila esperança - 1968
Luz da Light - 1964


Bjosssssss

4 comentários:

  1. Que legal!!! Espero que seja um sucesso!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Carlinha!
    Adorei o blog. Mto criativo.

    Obrigada por visitar o meu. Espero que volte sempre :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. nossa, adoro esse tipo de coisa.
    aqui em Minas tem muito!!!

    beijos

    http://laislabonitta.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, meninas! Estamos muito empolgados com o projeto :*

    ResponderExcluir

Olá, amados! Vamos as regras...
Não tem regras, aqui você fala o que quiser...
Só leia o post ou assista o vídeo antes ;)
Lembrando que eu respondo os comentários, com muito carinho, aqui mesmo no blog, volte para dar uma espiadinha.

Follow Us @soratemplates